Criadores & Criaturas



"Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
"

(Carlos Drummond de Andrade)

ENVIE SUA FOTO E COLABORE COM O CARIRICATURAS



... Por do Sol em Serra Verde ...
Colaboração:Claude Bloc


FOTO DA SEMANA - CARIRICATURAS

Para participar, envie suas fotos para o e-mail:. e.
.....................
claude_bloc@hotmail.com

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

AGENDA CULTURAL: SHOW: Dihelson Mendonça Trio - Em Fortaleza - Dia 27 de Agosto no Passeio Público



Um Show Imperdível ! - Avisem aos Amigos...


http://2.bp.blogspot.com/-lOiqg0xM1Nc/TlKVvD4xAvI/AAAAAAAAYzY/vrN9_On7f7g/s1600/cartaz_DM_em_Fortaleza400.jpg


Com:

Dihelson Mendonça: Piano
Luciano franco - Contrabaixo
David Krebs - Bateria

Participações especiais:

Bob Mesquita - Sax Tenor
João Senna - Sax Alto

Serviço

Local: Passeio Público
Data: Dia 27 de Agosto, Sábado
Horário: Meio-Dia
Entrada Franca

PROMOÇÃO:



Claude Bloc disse...

Às vezes sou sonho transparente,
Que o tempo transporta
Calo-me tanto quanto me permita a vida
Mas o silêncio me ensurdece
E fecha-me as janelas...

Às vezes sou pedra bruta,
Que o tempo lapida
Então falo
Então grito
E refaço mais uma tela
E trilho uma nova estrada
Que o tempo traduz
Colorindo mais um desejo
De ser feliz


Eu digo...

Colorindo mais um desejo
De ser feliz
Pinto na tela transparente
Os meus sonhos
O meu silêncio
Abro novas janelas
vejo pedras brutas
As serem lapidadas
Nem falo nem grito
Aprecio o trilho da nova estrada


Jacques Bloc Boris
Artista Plástico

Janelas
- Claude Bloc -


Às vezes sou sonho transparente,
Que o tempo transporta
Calo-me tanto quanto me permita a vida
Mas o silêncio me ensurdece
E  fecha-me as janelas...

Às vezes sou pedra bruta,
Que o tempo lapida
Então falo
Então grito
E refaço mais uma tela
E trilho uma nova estrada
Que o tempo traduz
Colorindo mais um desejo
De ser feliz.

Lavras da Mangabeira conta sua história - Emerson Monteiro


Numa iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Turismo, a Prefeitura de Lavras da Mangabeira iniciou, sábado, 20 de agosto de 2011, os trabalhos que visam aprofundar estudos relativos ao conhecimento da rica história daquele município.

Comuna das mais antigas do Ceará, elevada a vila em 20 de maio de 1816, Lavras detém um passado de expressivos acontecimentos, desde quando chegara o seu fundador, capitão-mor Xavier Ângelo, procedente da Paraíba do Norte, aos feitos legendários da matriarca Fideralina Augusto Lima, das primeiras mulheres que assinalaram a vida brasileira nos primórdios da colonização do interior, pela fibra de coragem e liderança altiva diante das agruras do semiárido nordestino.

Visando, pois, a preservação desses valores históricos que definem as origens de famílias e instituições, nas formações locais, a prefeita Edenilda Lopes de Oliveira Sousa (Dena) e Miriam Linhares de Sá e Sousa (Manta), secretária de Cultura do município, organizaram mesa redonda composta por membros da comunidade, autoridades e titulares da Academia Lavrense de Letras, visando debater fatos históricos que definem a estruturação de um futuro seminário sob o tema História de Lavras da Mangabeira – Valores, Cultura e Artes da Cidade, do Município e Região.

Ao término dos estudos, será elaborado vasto documento que consolidará os feitos dos povos do lugar considerados os pontos de vista religiosos, econômicos, políticos, educacionais, científicos e turísticos.

Esse primeiro evento ocorreu nas dependências da Escola Estadual de Educação Profissional Professor Gustavo Augusto Lima (ex-Colégio Agrícola de Lavras da Mangabeira), em solene reunião presidida pela professora Fátima Lemos, da Academia Lavrense, com a presença da chefe do Executivo, professora Edenilda Lopes, do deputado estadual Danniel Oliveira, educadores, representantes do Legislativo, autoridades civis e religiosas, profissionais liberais e de um bom público, os quais prestigiaram a realização.

Ao empreender essas pesquisas, os lavrenses demonstram sentimento cívico e exemplo pedagógico, aprimorando meios de desenvolver e educar as novas gerações numa louvável providência.