Criadores & Criaturas



"Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
"

(Carlos Drummond de Andrade)

ENVIE SUA FOTO E COLABORE COM O CARIRICATURAS



... Por do Sol em Serra Verde ...
Colaboração:Claude Bloc


FOTO DA SEMANA - CARIRICATURAS

Para participar, envie suas fotos para o e-mail:. e.
.....................
claude_bloc@hotmail.com

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Tudofel: Our sweet George

Tudofel: Our sweet George: Há exatos 11 anos era uma sexta-feira. Tinha acordado com uma baita ressaca e fiquei em casa, gravando umas fitas cassetes com uns d...

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

sábado, 24 de novembro de 2012

Tudofel: Menina real

Tudofel: Menina real: O dia estava mais quente ainda. Teresina, afinal. 1994. Maternidade Evangelina Rosa. Portanto duas rosas a receberam na luz deste...

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Tudofel: Janinha ou Joplin?

Tudofel: Janinha ou Joplin?: Geraldo Urano, poeta maior, escreveu um verso, em um poema em prosa intitulado Craterdã (foi a primeira vez que ele citou esse ne...

sábado, 17 de novembro de 2012

15 de Novembro: nem os republicanos comemoraram (por Armando Rafael)


(Excertos de matéria publicada em http://imperiobrasileiro-rs.blogspot.com.br/)

No dia em que o Brasil amarga a sua pior data, propomos a reflexão sobre os regimes de governo: monarquia e república. No quadro abaixo é possível ver os ganhos financeiros de uma da forma monárquica em detrimento da republicana.


Custos operacionais anuais (custo de manutenção da Chefia de Estado)

Inglaterra (monarquia)______US$ 1,87/capita = US$ 104,0 milhões
Dinamarca (monarquia)_____US$ 1,86/capita = US$ 9,5 milhões
Bélgica (monarquia)________US$ 1,10/capita = US$10,8 milhões
Noruega (monarquia)_______US$ 0,83/capita = US$ 3,6 milhões
Japão (monarquia)_________US$ 0,42/capita = US$ 52,0 milhões
Espanha (monarquia)_______US$ 0,20/capita = US$ 8,1 milhões
EUA (república)___________US$ 4,6/capita = US$ 1.100,0 milhões
       Brasil (republica)__________US$ 12,0/capita = US$ 1.700,0 milhões

Como pode ser visto claramente, os gastos com a manutenção do presidente da república, ultrapassam os gastos da Monarquia. Enquanto a Inglaterra, maior potência Monárquica do mundo, gasta US$ 1,87/capita = US$ 104,0 milhões com a Rainha Elisabeth II, o Brasil gasta com Lula da Silva US$ 12,0/capita = US$ 1.700,0 milhões. 

É de se divulgar também os gastos do gabinete presidencial:

Em 1995 com FHC = R$ 38,4 milhões
Em 2003 com Lula = R$ 318,6 milhões
Em 2004 com Lula = R$ 372,8 milhões (R$ 1,5 milhões por dia útil de trabalho).

É importante também saber o número de funcionários no Palácio do Planalto, ou seja, número de funcionários que estão a serviço diretamente do presidente da república: 

Com Itamar Franco = 1,8 mil pessoas
Com FHC = 1,1 mil pessoas
Com Lula = 3,3 mil pessoas

No palácio da Alvorada, residência oficial do presidente, existem 75 empregados e em 2009, Lula da Silva assinou o decreto de nº.: 5.087 aumentando de 27 para 55 seus assessores especiais diretos.  
(por: Armando Rafael)

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Alguém lembrou? Hoje é o feriado da Proclamação da República

Charge do jornal "O Povo" de hoje
Por lei, hoje é feriado nacional. Comemora-se os 123 anos do golpe militar que derrubou a Monarquia e instaurou o regime republicano. Alguém há de perguntar: quais foram as conquistas da República? Vá lá: a atual estabilidade política, que vem desde 1988 com a promulgação da sétima Constituição republicana é, inegavelmente, uma conquista. Há  24 anos (dentro dos 512 anos de existência do Brasil) estamos vivendo num Estado de Direito...

Até 1988 a História registra que em 100 anos de república,  tivemos 9 golpes de estado, 13 ordenamentos constitucionais, 7 Constituições, 4 assembleias constituintes e o Congresso Nacional –  em nome da Liberdade – foi fechado 6 vezes, inclusive pelo primeiro Presidente, Marechal Deodoro da Fonseca. Tem mais: ocorreu – até 1988 – censuras nos meios de comunicação inclusive com o fechamento de jornais e periódicos. Tivemos ainda, naqueles 100 anos,  8 moedas e uma inflação que chegou a 64,9 quatrilhões %, a qual só foi estancada em 1994 (alguém ainda lembra de FHC?) , com o advento do REAL. Parece que o nome deu sorte...

Alguém há de perguntar: E como foi na Monarquia?  No Brasil Império, o Rei era o símbolo vivo da Nação. Não havia espaço para aventureiros, para “mensalões”, para negociatas, corrupção, nepotismo e a ordem e o respeito prevaleciam. O nosso Imperador D. Pedro II foi o árbitro em questões da França, Alemanha e Itália e era  segunda autoridade moral do mundo depois do Papa.

Um Rei é educado desde criança para reinar, e nunca somos pegos de surpresas, por novos governantes despreparados. O Congresso Nacional  do Império ombreava com o da Inglaterra;  a diplomacia brasileira era uma das primeiras do mundo. O Brasil-Império teve os primeiros Correios e Telégrafos da América, e o Brasil foi uma das primeiras Nações a instalar linhas telefônicas e o segundo país do globo a ter selo postal. A nossa marinha era a 2º do mundo e  o Brasil era tido como um país de 1º mundo junto com a Inglaterra, Estados Unidos, França e Alemanha.

No plebiscito de 1993, quando foi dado ao povo escolher para o Brasil permanecer República ou retornar à Monarquia, e a Monarquia teve, aproximadamente, sete milhões de votos (13% dos votos válidos) e, naquela época,  uma pesquisa do DataFolha mostrava que 21% da população brasileira  era monarquista ou simpatizante.
Por esses e vários motivos, há quem diga que – na prática –  mudamos  da Monarquia para a Anarquia.

Por: Armando Rafael

domingo, 11 de novembro de 2012

Padre Airton Freire celebrou neste domingo na Catedral de Crato -- por Armando Rafael



Quem é esse viajante?
Quem é esse menestrel?
Que espalha esperança
E transforma sal em mel?
(Trecho da música Menestrel das Alagoas, de Milton Nascimento)

A vetusta Sé de Crato estava abarrotada de pessoas. Silêncio absoluto. A missa foi demorada e todos acharam pouco aquele momento, onde se renovou o sacrifício de Cristo Jesus, desta vez de forma incruenta.
As centenas de pessoas que lotaram a Catedral de Nossa Senhora da Penha – para a missa da manhã deste domingo, dia 11 – acompanharam com atenção  cada palavra – proferidas de forma pausada, serena e sem afetação –  pelo Padre Airton Freire. A fama desse humilde padre corre o Nordeste. Muitos foram em sua direção pedindo uma bênção. A todos, Padre Airton atendeu com calma, atenção e ternura,  fitando, com os  seus olhos azuis,  as pessoas que o abraçavam...
Mas quem é esse Padre,  que deixa um clima de paz por onde  passa?

Na foto abaixo, Padre Airton entre os Padres Edmilson Neves e Aureliano Gondim, à entrada da Catedral de Crato


Um homem nascido no sertão

Airton Freire de Lima nasceu em 29 de dezembro de 1955, na cidade de São José do Egito-PE, cidade em que se batizou. Aos seis anos de idade foi morar em Sertânia-PE, tendo estudado no Colégio Olavo Bilac onde, em 1971, concluiu o primeiro grau. No ano seguinte foi para Recife (PE) continuar os estudos. Inicialmente morou numa pensão, fazendo as refeições na Casa de Estudante de Pernambuco. O segundo grau foi iniciado no Colégio Martins Júnior, mas concluído numa escola técnica onde cursou Desenho e Arquitetura. Em 1975 ingressou no ITER – Instituto de Teologia do Recife, onde estudou teologia e filosofia. Em 1977 ingressou no curso de psicologia na FACHO – Faculdade de Ciências Humanas de Olinda.

Ordenou-se padre no dia 13 de fevereiro de 1982 na Catedral de Sant’Águeda em Pesqueira-PE. No dia seguinte celebrou a primeira missa em São José do Egito, na Igreja de São José. Nessa mesma época foi designado para servir a paróquia do Livramento em Arcoverde.

Fala fluentemente português, inglês, francês e alemão. Lê e fala um pouco: latim, grego e hebraico. Fez formação analítica no Centro de Estudos Freudianos em Recife e pós-graduação em Paulo Freire pela Universidade Estadual do Ceará. Já gravou diversos CD´s com músicas de sua autoria. Tem vocação para escrita, sendo autor de 56 (cinquenta e seis livros).

Em 1984, a convite de um grupo de jovens, veio a conhecer um lugar na cidade usado como depósito de lixo, não obstante a presença de famílias que ali moravam catando lixo para a subsistência. Estarrecido com o que viu, resolveu celebrar uma missa, onde uma criança faminta, ao olhar a hóstia, implorou para comer o que entendeu ser bolacha, tendo o padre acreditado haver uma relação entre o Corpo de Cristo e o pão que a criança precisava para matar a fome.

A partir desse episódio, veio a morar na Rua do Lixo, vivendo como pobre no meio dos pobres, lugar em que brotou a Associação Terra, posteriormente, convertida em Fundação Terra, nascimento que se deu na manhã de 08 de setembro de 1984. Em 1986 foi para Salvador-BA, objetivando ingressar na Companhia de Jesus. Ainda na Companhia de Jesus, foi para Belo Horizonte (MG), lá ficando até junho de 1987, quando resolveu voltar para a Rua do Lixo, endereço que teve até o ano 2000. A partir daí passou a morar na Malhada, um povoado perto de Arcoverde, permanecendo até hoje.

Essa mudança se deu porque no dia 29 de abril de 1999, dia de Santa Catarina de Sena, após jejuns e dias de orações, o padre decidiu criar a Comunidade de Vida dos Servos de Deus e no dia 31 de maio do mesmo ano, no Sítio Malhada, em local denominado Areias, foi marcado o espaço em que seria construída a capela em honra a Padre Pio de Pietrelcina e Nossa Senhora da Conceição.

(Fotos: Armando Rafael)

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

terça-feira, 6 de novembro de 2012

segunda-feira, 5 de novembro de 2012