Criadores & Criaturas



"Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
"

(Carlos Drummond de Andrade)

ENVIE SUA FOTO E COLABORE COM O CARIRICATURAS



... Por do Sol em Serra Verde ...
Colaboração:Claude Bloc


FOTO DA SEMANA - CARIRICATURAS

Para participar, envie suas fotos para o e-mail:. e.
.....................
claude_bloc@hotmail.com

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Farinhada na Serra dos Bois - José do Vale Pinheiro Feitosa

video

Arte e Exibicionismo - Dihelson Mendonça


"Porque os poetas sempre falam de si ? Que desejo insaciável esse de mostrar ao mundo o que sente ( ou o que deveras sente... ). De apreender um momento para transformá-lo em mera ilusão ?

Seria a poesia alguma espécie de vaidade artística, de catarse, de desejo de arreganhar as entranhas e exibi-las ao cosmos ? Que arte estranha, a poesia! Mas a arte, de maneira geral, tem mesmo essa característica de exibicionismo.

De fazer para se tornar belo. Para no ápice, igualar-se ao criador. Ser talvez, um mini-criador.

Mas...porque SER artista ? Para exibir dotes ? E como seria num universo sem apreciadores... porventura existiriam artistas ?"

Dihelson Mendonça

Sou Pataxó, sou Xavante, Cariri....José do Vale Pinheiro Feitosa

video

Secretária de Cultura Danielle Esmeraldo diz que o Centro Cultural do Araripe já está revitalizado.


DISCORDAMOS VEEMENTEMENTE !!!



Há poucos dias publicamos uma matéria, solicitando que a administração municipal e principalmente a secretaria de cultura do município, que gerencia o Centro Cultural do Araripe, olhasse com mais carinho para a idéia de se revitalizar o Largo da RFFSA, que na nossa opinião é um excelente espaço aberto, que poderia estar sendo utilizado de diversas maneiras positivas, com vendas de artesanato do Crato, logo o Crato que é um celeiro do Cariri, uma referência em termos de Arte e Cultura no Nordeste, coisa pra turista ver mesmo, além de elaborar um calendário anual de eventos, convocar os artistas da cidade e do Cariri para reuniões e promover shows e eventos com esses artistas o ano inteiro...

Pelo Contrário, ao invés de encampar esta idéia, que é suportada por grande parte da população, a Secretária Danielle Esmeraldo vem pela contramão do público, e lançou nota dizendo que o Largo da RFFSA já está revitalizado. Fica o nosso questionamento: Como revitalizado ?, se ali se tornou, segundo muitos, um ponto de venda de drogas, de prostituição, de namoros desenfreados, sem segurança, sem vida noturna decente ?

Concordamos que lá foi revitalizado FISICAMENTE. A estrutura foi revitalizada, mas a bem da verdade, todo aquele espaço é sub-utilizado. Que tal fecharmos uns convênios com BNB, SESC, SEBRAE, etc, e fazer o intercâmbio cultural entre os artistas do Cariri e do Sul do país ? Conheço centenas de artistas que teriam prazer em vir fazer seus shows aqui no Crato por preços ótimos. São artistas de renome, que tem seus trabalhos publicados. Que tal criarmos o nosso próprio Festival de Jazz ? E que tal darmos oportunidades aos artistas locais, já que eles não tem mais sequer, um palco local na Exposição do Crato para se apresentarem ? Como eu disse antes, idéias não faltam. O que falta é boa vontade.

Agora, se a nossa querida secretária ( E aqui faço questão de separar a pessoa do Cargo, pois Danielle é uma grande amiga ), vem a público dizer que ali, que hoje se tornou ( segundo muita gente ), repito, um ponto de venda de drogas, já está revitalizado, a conversa já deve parar por aqui, porque falar com as paredes não é comigo. Estamos talvez jogando palavras ao vento. Quem sabe um dia, quando exergarmos as imensas potencialidades que um Largo do tamanho daquele ali poderia trazer em Exposições, em Arte, em Cultura! - Garanto que nas menores cidades de São Paulo teríamos mais dedicação. Mesmo aqui no Ceará, na cidade de Guaramiranga, as coisas acontecem. O que falta ao Crato, é visão das coisas.

Mas se tudo já está bom do jeito que está, então, que viva os Marginais que ocupam o espaço à noite, que morra o gramado amarelo sem cuidados, que continuem com os vândalos a depredarem o patrimônio público, pois já não está mais aqui quem falou.

Aliás, porque falar de coisas ruins da cidade, não é verdade ? Ô povo pra falar de coisa ruim, parecemos até oposição desmedida, nós que reivindicamos é que estamos errados. Devemos ficar mudos, fiquemos calados, falemos apenas no amor e na paz, das nascentes e no Grangeiro, e deixemos que os problemas do Crato o destruam, e fiquemos nós artistas, sem trabalho, sem guarida, porém rindo como Nero, quando viu Roma incendiar-se sem nada fazer!

Dihelson Mendonça

NOTA: Secretária diz que Centro Cultural já está revitalizado:

"A secretária de cultura, esporte e juventude do Crato, Danielle Esmeraldo discorda das informações dando conta que o Centro Cultural do Araripe (Lago da RFFESA) esteja abandonado e precisando de revitalização. Ela esclarece que aquele patrimônio foi restaurado recentemente e é o maior espaço cultural do interior do Ceará onde são desfrutados diversos serviços ao mesmo tempo, como por exemplo, o centro de internet que oportuniza aos jovens e famílias inteiras a se conectarem com o mundo, fazendo suas pesquisas, treinamentos para cursos e outras atividades. Uma biblioteca em boas instalações, totalmente climatizada e recentemente modernizada. Aberta diariamente, inclusive aos sábados.

No Centro Cultural da RFFSA, disse ela, existe uma galeria aberta aos artistas plásticos locais, um auditório disponível para lançamento de livros, debates, exibição de filmes e outras atividades culturais. Para os próximos dias, segundo Danielle, vai ser reaberto o espaço do café que se constituirá em mais um atrativo para as famílias que poderão levar seus filhos para brincarem. Explicou também que existe um calendário anual com datas das festas mais tradicionais como o carnaval, são João, abril pra juventude, cariri da canção, doce natal e outras.

No Centro Cultural do Araripe, continua a secretária, são oferecidas oportunidades para os grupos de hip-hop, capoeira, danças diversas e até o final de 2011 estará sendo instalada uma academia popular com aulas nos finais de tarde para as pessoas que passam no local. E em parceria com a secretaria municipal de saúde vai ser implantado um projeto que objetiva realizar acompanhamento de saúde aos desportistas e praticantes de atividades esportivas. A secretária informou que o Centro Cultural do Araripe está inteiramente a disposição para receber os artistas e suas produções culturais, basta procurar a secretaria de cultura que está de braços abertos para apoiá-los no esforço de que as suas criações e suas artes possam ser vistas e reconhecidas. Danielle explicou, no entanto que, está prevista a realização de um fórum com os artistas cratenses para discutir o edital de ocupação dos espaços existentes. Ressaltou que a secretaria está esperando o artista procurá-la, pois ele, o artista, sempre foi e será a principal prioridade. Desta forma, disse a secretária, o espaço sempre esteve e estará aberto a população e aos que fazem a cultura."

Por: Dihelson Mendonça, com informações da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude do Crato.

Melquíades Pinto Paiva - Emerson Monteiro


Neste dia 21 de outubro de 2011, sexta-feira, às 20h, será a vez do agrônomo cearense Melquíades Pinto Paiva preencher uma das cadeiras do Instituto Cultural do Cariri, em sessão solene que ocorrerá na sede da agremiação em Crato, de portas abertas ao público.

Natural de Lavras da Mangabeira, filho de José Rodrigues Tavares Paiva e Creusa Pinto Paiva, Melquíades nasceu em 06 de março de 1930. Pertence ao clã dos Augustos, núcleo familiar originário da matriarca sertaneja Fideralina Augusto Lima.

Nos anos 1957 e 1958, ele estagiou no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, especializando-se em Ictiologia. Cientista respeitado, obteve o título de doutor em Ciências, através do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. Na Universidade Federal do Ceará, foi o diretor-fundador do atual Instituto de Ciências do Mar (1961 a 1976) - Labomar, e o primeiro chefe do Departamento de Engenharia de Pesca (1973 a 1976), havendo contribuído para a implantação do curso de Engenharia de Pesca da UFC. Agora, é diretor-emérito do Instituto de Ciências do Mar (desde 2003).

Outros títulos de sua vida acadêmica: Professor visitante na Universidade Federal do Rio de Janeiro, lotado no Departamento de Biologia Marinha (1992 a 1998); pesquisador bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (1993 a 2003); e coordenador da equipe responsável pelo levantamento dos dados pretéritos referentes a recursos pesqueiros, estuarinos e marinhos do Brasil, junto ao Programa de Recursos Vivos da Zona Econômica Exclusiva, conduzido pelo Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal (1996). Permanece desenvolvendo atividades de natureza científica e técnica.

No ano de 1944, Melquíades Paiva estudou no Cariri, sendo aluno do então Ginásio Diocesano do Crato.

Intelectual e escritor de largo prestígio, são de sua autoria centenas de artigos científicos e obras quais: Nordeste do Brasil, Terra e Gente; Ecologia do Cangaço; Conservação da Fauna Brasileira; Administração Pesqueira do Brasil; Represas e os Peixes Nativos do Rio Grande; As Bacias do Paraná – Brasil; Breves Memórias do Espaço e do Tempo; A Contribuição Portuguesa para o Estudo das Ciências Naturais do Brasil Colonial; Fauna do Nordeste do Brasil; Grandes Represas do Brasil; Os Naturalistas e o Ceará; e Trabalhos Esparsos, Agora Reunidos; isto para citar apenas algumas das publicações desse autor destacado, que representou o País em 19 missões científicas internacionais e desempenhou importantes delegações junto a órgãos da comunidade mundial em nome da Ciência brasileira.

Melquíades Pinto Paiva ocupa cadeira também no Instituto do Ceará e na Academia Lavrense de Letras, dentre outras instituições culturais.

Diocese de Crato ganha novo sacerdote nesta 6ª feira

A diocese de Crato ganhará nesta sexta-feira, dia 21, o seu mais novo sacerdote. Em solenidade às 17:00 horas,  na Catedral de Nossa Senhora da Penha,  – presidida por dom Fernando Panico –  e com a presença  de vários sacerdotes das dioceses de Crato, Iguatu e Quixadá e Zé Doca (MA) – será ordenado presbítero o diácono Francisco Wesley Barbosa Barros.

Biografia

O Diácono Wesley, nasceu em 23 de julho de 1985, na cidade de Quixadá (CE). É o filho primogênito de Antônio Jocélio Barbosa Barros e de Hilda Maria Barbosa Barros numa prole de quatro filhos. Recebeu o batismo aos 25 de maio de 1986, na Sé Catedral da Sagrada Família, em Quixadá, e foi crismado aos 11 de dezembro de 1999 na mesma Igreja.

Ingressou no Seminário Diocesano Pio XII, em Quixadá, sob recomendação da Paróquia Jesus Maria e José (Catedral), aos 16 de fevereiro de 2003. Concluiu os estudos seminarísticos de Filosofia em 2005, obtendo o bacharelado em Teologia pela Faculdade Católica Rainha do Sertão, em Quixadá, aos 28 de dezembro de 2009. Foi admitido às Sagradas Ordens aos 18 de maio de 2006 por dom Adélio Tomasin e recebeu o ministério de leitor aos 24 de fevereiro de 2008, conferido por dom Ângelo Pignoli.

Por desígnio da Divina Providência passou a residir na Diocese de Crato aos 11 de março de 2010, sendo acolhido pelo Bispo Diocesano, em comum acordo com o Conselho Presbiteral no dia 7 de abril do mesmo ano, data em que foi acolhido nesta Paróquia e Igreja Catedral para o estágio pastoral em vista do ministério ordenado, em cujo decurso foi instituído no ministério de acólito por dom Fernando Panico aos 27 de março de 2011.

Recebeu nesta Catedral a Sagrada Ordem do Diaconado aos 7 de abril de 2011, das mãos de Dom Fernando Panico. Na ocasião foi designado, pelo bispo, como vigário paroquial da Paróquia da Sé, lugar onde exerceu seu ministério diaconal em preparação para o sacerdócio.