Criadores & Criaturas



"Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
"

(Carlos Drummond de Andrade)

ENVIE SUA FOTO E COLABORE COM O CARIRICATURAS



... Por do Sol em Serra Verde ...
Colaboração:Claude Bloc


FOTO DA SEMANA - CARIRICATURAS

Para participar, envie suas fotos para o e-mail:. e.
.....................
claude_bloc@hotmail.com

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Doce Amargura - José do Vale Pinheiro Feitosa

No início dos anos 60 um documentário italiano virou uma referência mundial. Era o Mondo Cane que tratava de fatos bizarros, de hábitos estranhos para a cultura ocidental. No Crato aquilo batia de frente com nossa cultura, como bem sabemos ocidental, mas com suas idiossincrasias a estranhar aqueles alóctones.

No entanto o mais fundamental do filme não foram os quadros que fazem o movimento do estranho no mundo. O que pulou para a história foi a canção temática, composta por Riz Ortolani, ou o Riz como abreviação de Riziero, um dos grandes da safra italiana que produziu grandes compositores para o cinema como Enio Moricone e Nino Rota.

O sucesso de Mondo Cane foi a música More, cantada pelas grandes estrelas da música como Judy Garland, Brenda Lee, Andy William e tocada por inúmeras orquestras. Aqui no Brasil o Moacir Franco rasgou a voz com a canção tendo o nome de Doce Amargura. Com esta música Riz ganhou o Grammy e foi indicado para Oscar de melhor canção.

Riz Ortolani com a música More ganhou fama e foi compor para o cinema no mundo todo, especialmente nos EUA e Inglaterra. Fez trilha sonora para filmes como O Rolls-Royce Amarelo e tantos filmes que ultrapassam mais de quinhentos incluindo Alemanha e Itália. Recentemente ele esteve na trilha sonoro das duas seqüências de Kill Bill.

Riz Ortolani toca com sua orquestra esta versão que ouvirão abaixo. Em italiano o More recebeu o título de Ti Guardero nel Cuore. No Youtube de onde retirei o vídeo, tem uma nota de um italiano que é bem o estilo de um tempo bem guardado mas sabemos não mais possível nas efervescências do exterior: More una canzone di un tempo struggente per l'amore che ho vissuto, una canzone unica iondimenticabile!!


video

Um comentário:

Claude Bloc disse...

Zé do Vale,

Não sou "expert" em música, sou apreciadora das boas criações musicais que o tempo nos legou com o passar da vida. Certamente essa "doce amargura" adoçou a alma de uma geração sensível e romântica que foi a nossa assim como muitas outras músicas que marcaram uma época mais pura e mais criativa musicalmente falando.

Obrigada por trazer-nos este presente.

Abraço,

Claude