Criadores & Criaturas



"Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
"

(Carlos Drummond de Andrade)

ENVIE SUA FOTO E COLABORE COM O CARIRICATURAS



... Por do Sol em Serra Verde ...
Colaboração:Claude Bloc


FOTO DA SEMANA - CARIRICATURAS

Para participar, envie suas fotos para o e-mail:. e.
.....................
claude_bloc@hotmail.com

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Toda música - por José do Vale Pinheiro Feitosa

Toda música que exalte um povo tem quem a componha. A diferença, no entanto, não está na canção e no compositor em si. A diferença está em quando os corações de um povo se unem através da composição.

Feito esta que segue abaixo composta por Sir Edward Elgar e que é a primeira marcha das cinco Marchas de Pompa e Circunstância, Opus 39.

video

E como todo ousado vou adiante. Isso aconteceu por que o compositor veio do coração do povo, apesar de ter recebido o título de Sir em 1904 e depois de baronete, ele era filho de um afinador de pianos. Foi quase um autodidata. Viveu em dificuldades, compondo e ensinando música.

Casou-se com a poetisa e escritora Caroline Alice Robers e seu dote de casamento, contrariando o desejo da família que a filha casasse com alguém mais bem endinheirado, foi uma peça para violino e piano chamada Salut D´Amour. Convenhamos que ao ouvi-la temos a certeza que o nada é para sempre é apenas uma impressão passageira, pois se nada é para sempre, tudo o será uma vez que a frase desmentirá a si mesma dado que nada é para sempre.

video

Nascido em 1857 no interior da Inglaterra, Elgar conviveu com uma geração de grandes e fantásticos compositores que surgiram no apogeu na burguesia Européia, naquele ambiente das óperas e das grandes casas nos países ricos. Ponhamos nesta lista os grandes compositores da ópera e figuras impressionantes como Dvorak, Saens-Saint, Léo Delibes, Offenbach enfim a chamada música clássica teve enorme vigor até o fim da segunda grande guerra.

Que procurar no Youtube vai encontrar muitas coisas de Elgar que compôs entre outras peças históricas como: as variações sobre um tema original (enigma); a sinfonia número 1, o concerto para violoncelo, a sinfonia número 3 entre outras. Ele se destacou como compositor de obras para vozes como The Black Knight, King Olaf e The Light of Life e Caractacus.

Na coroação de Eduardo VII da Inglaterra foi pedido que ele fizesse uma adaptação da Marcha 1 de Pompas e Circunstâncias que já ouvimos anteriormente para um poema de A.C. Benson. Assim a Marchar 1 passou a ser intitulada Land of Hope and Glory. A letra em português: Terra de Esperança e Glória /Mãe da liberdade Como é que vamos te louvar / Quem é nascido de ti / Ainda mais vasto e mais amplo / Teus limites devem ser definidos / Deus que te fez poderosa,/ Faça-te mais poderosa ainda! / Deus que te fez poderosa,/ Faça-te mais poderosa ainda!

Como ouvirão abaixo aqui numa solenidade tipicamente inglesa a Land of Hope and Glory conforme a adaptação citada.

video

2 comentários:

José do Vale Pinheiro Feitosa disse...

Este texto aqui publicado dedico ao meu monarquista preferido: o Armando Rafael.

E aproveito para corrigir o título que não foi e seria: Sir Edward Elgar: a pompa de um império cujo sol nunca se põe.

Armando Rafael disse...

Meu caro José do Vale:
Excelente postagem!
E obrigado pela dedicatória.
Armando