Criadores & Criaturas



"Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
"

(Carlos Drummond de Andrade)

ENVIE SUA FOTO E COLABORE COM O CARIRICATURAS



... Por do Sol em Serra Verde ...
Colaboração:Claude Bloc


FOTO DA SEMANA - CARIRICATURAS

Para participar, envie suas fotos para o e-mail:. e.
.....................
claude_bloc@hotmail.com

sábado, 8 de janeiro de 2011

(INTER)TEXTUALIZANDO COM CHAGAS - Por Claude Bloc


* Chagas
* Claude


despe-se na noite
em fuga
e em retalhos se desdobra

nuvens desenham um céu
que mal cabe no coração
de quem escreve por temor
de que o dia resulte em palavras estropiadas
poesia no escuro
poesia no espaço
céu de cetim em lábios exangues
véus de promessas,
silêncios apagados

olhos castanhos de um nada casto
no horizonte não vislumbram
senão a certeza de uma cidade
toda feita de memórias
de lembranças opostas
impostas
dispostas
no vazio da obscuridade

com a palavra saudade
escreveria seu nome
mas saudade é uma coisa que consome
e deixa marcas dessas que se fazem com fogo
para nunca mais
com saudade
escreveria o mistério
os traços, os sinais
dessa chama que arde e
se extingue ao amanhecer


vinho
cigarros
livros
poemas
aí se faz uma morada
acima do tom sombrio
dessa tarde toda de ocre
criando raízes num coração oco
com todos os seus enganos
dúvidas mas também vozes
desfilando canções
porque nem tudo é triste
e a tarde é tudo
nessa sede infinita
nessa “promessa de sol
contra a solidão”.


7 comentários:

Chagas disse...

Claude, adorei. Você penetrou mesmo no mundo do poema. Abriu direitinho a porta do devaneio e fortaleceu as imagens, avivou-as. Você sonhou meu sonho.
Gostei tanto, que copiei e mandei pra uma poeta lá das Minas Gerais, que tem verso no nome: Adriana Versiani.

Abraços.

Claude Bloc disse...

Obrigada, Chagas,

Creio que no momento estou mais sensível ao desdobramento da poesia. Ao toque da palavra.

Seue poemas têm me causado esse efeito simbiótico. Obrigada por gostar.

Abraço,

Claude

Aloísio disse...

Chagas e Claude,

Parabéns aos dois!!!
Grandes textos, transformados e um só.

Abraços
Aloísio

Edilma disse...

E eu por aqui embarco no sonho poético dos dois.
Ave Maria !
Esses dois arrasaram...

Claude,
Estas fotos das postagens estão belíssimas. O que Dihelson e Pachelly não comentariam delas ?
Acho que sou eu e Nina papeando lá pras bandas da casa de Joaquim Carlos, na Serra Verde.
Estou certa ?

Claude Bloc disse...

Obrigada, Aloísio, pelo olhar atento e pela palavra que alegra.

Abraço,

Claude

Chagas disse...

Aloísio, Edilma. Que bom que vocês gostaram. Sempre se espera que as pessoas gostem do que foi escrito. Isso dá sentido ao ato de escrever.
Abraços.

Chagas

Claude Bloc disse...

Edilma,

A sintonia entre textos se dá quando a alma da gente está dolorida e/ou sensível e as palavras são as mesmas que a gente falaria numa situação parecida.

Abraço,

Claude