Criadores & Criaturas



"Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
"

(Carlos Drummond de Andrade)

ENVIE SUA FOTO E COLABORE COM O CARIRICATURAS



... Por do Sol em Serra Verde ...
Colaboração:Claude Bloc


FOTO DA SEMANA - CARIRICATURAS

Para participar, envie suas fotos para o e-mail:. e.
.....................
claude_bloc@hotmail.com

sábado, 4 de dezembro de 2010

E o papel municipal no ensino da juventude? - José do Vale Pinheiro Feitosa

O Pedro Esmeraldo e o prefeito Samuel Araripe, ambos de famílias tradicionais do Crato, abriram interessante e simbólico debate sobre educação no município do Crato. Nesta semana mesmo foi divulgado o Relatório do Todos Pela Educação, com metas de elevação da educação brasileira. Esta instituição composta por empresários, educadores, cientistas tem acompanhado a educação em todo o país. O relatório, por sinal, não deixa o Ceará tão ruim assim. Em parte, talvez, devido à política educacional da gestão estadual que ainda hoje se vincula ao ensino fundamental em muitos municípios.

Simbólica por se tratar de um debate motivado por uma escola fechada quase no limite entre Crato e Juazeiro e leva o nome de uma mulher especial para a sua ancestralidade. Pensando nisso fui buscar os dados do IBGE sobre educação em três municípios chaves da nossa bela região do Cariri: Crato, Juazeiro e Barbalha.

O mais importante é que estas cidades se tornaram centros universitários no coração do nordeste e vale a pena imaginar sobre que estrato dos ensinos pré-escolar, fundamental e médio este ensino superior se sustenta. Aliás, os números nos deixa pessimistas, pois não é improvável que as referidas cidades apenas se tornem sede para atrair jovens de outras regiões.

O Crato, por sinal, sempre foi referência para toda uma região, essa é uma vocação histórica. Talvez isso ainda explique a importância do ensino privado na cidade, muito do qual sobre as estruturas da Igreja Católica. Mas vamos aos números das três cidades.

Falamos de cidades diferentes em população e proporção de população urbana: Juazeiro é a maior com os dados preliminares do censo de 2010 já contando uma população de 249.936 habitantes dos quais 96% vive na zona urbana; Crato já tem uma população 121.462 habitantes com 83% na zona urbana e Barbalha com uma população de 55.373 habitantes e uma população urbana de apenas 63,8%.

Nas três cidades ainda existem escolas estaduais no ensino fundamental, nenhum município tem escola de ensino médio e o ensino privado de nível médio é mais freqüente em Crato. Teria que fazer estudos de indicadores por faixa etária da população em idade escolar mas para poupar tempo, considerei que a estrutura etária das três cidades é assemelhada e portanto não teria problema em compará-las usando como denominador a população total para cada de tipo de matrícula. O que vi foi que nos indicadores de matriculas no pré-escolar e no ensino fundamental Barbalha (4,4% / 18,7%) leva vantagem sobre os outros dois municípios e estes se assemelham muito nos dois indicadores (Juazeiro: 3,2% / 17,3% ; Crato: 3,4% / 17,8%).

Tomando o número de matrículas feitas nas escolas municipais para os dois níveis de ensino (pré-escolar e fundamental) como forma de representar o esforço da gestão do município vimos que: mais uma vez Barbalha se destaca (75,9% e 76,8%), Juazeiro com uma ligeira vantagem sobre o Crato no ensino fundamental (68,1% contra 63,8%), porém muito inferior em termos do ensino pré-escolar (46,2% contra 60,8%).

Em relação ao ensino médio o Crato se destaca em relação aos dois municípios, 5,7% contra 4,4% e 4,5% e é muito provável que aí o diferencial seja a tradicional escola privada na cidade que nem sempre matricula habitantes permanentes. Vale ressaltar que a gestão municipal não faz qualquer diferença em termos de matrícula neste indicador.

3 comentários:

Socorro Moreira disse...

Assunto muito pertinente aos nossos interesses cratenses/caririenses.
Mata a cobra e mostra o pau.

Pedro disse...

Caro Dr. Zé do Vale, agradeço com muita sinceridade suas palavras em minha defesa. Como disse, não tenho obrigação de procurar alunos. Também não vou responder às críticas dirigidas a minha pessoa, o silencio é a melhor responsta. Não sou político e não devo satisfação a ninguém. Espero a resposta do povo daqui a dois anos.

Carlos disse...

Caro Pedro, o atual prefeito tem um índice de rejeição acima de 65% chegando quase a 70%. Não se abale pelas palavras do genérico assalariado dono do Blog Cratense. Ele faz isso pq tem que defender o seu emprego, o seu salário mínimo e meio, todas as pessoas do Crato sabem disso. Infelizmente existem pessoas que não fizeram faculdade, não procuraram praticar o estudo(no caso dele)tornando-se dependente de políticos. Essa história do fechamento da escola já chegou nos ouvidos de muitas pessoas do Crato, inclusive o fato do prefeito mandar você procurar 250 alunos para fazer parte da escola, que baixaria. Daqui a 2 anos o governo municipal irá mudar. O atual prefeito está tão fragilizado que está buscando alianças com políticos de partidos opostos ao seu, tudo isso pq sabe que não conseguirá eleger um candidato da sua mesma chapa ou coligação!

Carlos Marcelo