Criadores & Criaturas



"Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
"

(Carlos Drummond de Andrade)

ENVIE SUA FOTO E COLABORE COM O CARIRICATURAS



... Por do Sol em Serra Verde ...
Colaboração:Claude Bloc


FOTO DA SEMANA - CARIRICATURAS

Para participar, envie suas fotos para o e-mail:. e.
.....................
claude_bloc@hotmail.com

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Entrega - Liduina Belchior.

Escutar, empatizar
entender o outro,
é crescer e amadurecer.
Tudo que o universo
necessita. O planeta merece.

A carência entre os povos
não se pode medir,
mas deve-se calcular
o tamanho da doação
de sentimentos bons
a serem emitidos.

Doar não é uma palavra
longíncua...Está mais perto
de nós do que se pode
imaginar nossa poderosa
sabedoria.

Dedico esse poema a Fátima Figueiredo
e a João Marni.

5 comentários:

Socorro Moreira disse...

Esse casal é um exemplo vivo de doação.

Um beijo, minha amiga.

Anônimo disse...

Vim ler o que minha musa escreveu. Hoje foi sobre doar-se. Você quando escreve, assim como escreve, doa-se de corpo e alma, principalmente de alma porque sua alma dita o que você deve escrever.
Sou teu fã ITÁ.

Luiz Carlos

Liduina Belchior disse...

Luiz Carlos,

Fico muito, mas muito feliz, quando você ler meus escritos. Quanto mais quando comenta. Porque o faz com o coração cheio de calor.E isso me joga pro alto.

Abraços: INA.

Anônimo disse...

Correção.
Quis dizer INÁ (nome de uma índia Cariri) e não Itá.

Luiz Carlos

João Marni disse...

Liduina querida,agradecemos sensibilizados esse poema tão lindo dedicado a nos.
Deus lhe abençoe com um feliz natal.
bjs
João Marni e fatima