Criadores & Criaturas



"Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
"

(Carlos Drummond de Andrade)

ENVIE SUA FOTO E COLABORE COM O CARIRICATURAS



... Por do Sol em Serra Verde ...
Colaboração:Claude Bloc


FOTO DA SEMANA - CARIRICATURAS

Para participar, envie suas fotos para o e-mail:. e.
.....................
claude_bloc@hotmail.com

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Wilson Moreira - Bem lembrado pelo poeta Chagas

Formiga miúda
Wilson Moreira
Composição: Sérgio Fonseca / Wilson Moreira

Lua que não muda
Não muda maré
Você não se iluda
Formiga miúda
Não morde o meu pé

Êta, samba feito
Pra dizer verdade
Quem tiver vontade
Basta abrir o peito
Mas quem tem defeito
Que se cale agora
Ou que dê um jeito
De ficar de fora
Por quê?

Se a dor da queixa
Fica sem resposta
A roda fecha
Mal a gente encosta
E quando abre deixa
A ferida exposta

Êta, samba rude
Pra cantar na praça
Entre uma atitude
E outra cachaça
Quem tiver virtude
Que puxe o refrão
Antes que ele mude
De opinião
Por quê?

A mão que afaga
Não afoga o trauma
E só se apaga
Uma dor da alma
Quando o samba esmaga
Palma contra palma


2 comentários:

Chagas disse...

Socorro,
como um fã incondicional de Wilson Moreira e como um apaixonado crônico pelo Samba, só resta agradecer a sua generosidade.

Valeu, Socorro!...

socorro moreira disse...

Chagas gostaria que participasse ,com dois poemas ,da nossa coletânea.
Veja a postagem sobre o assunto e faça para mim a confirmação.

abraços